Pequenas e médias empresas precisam de contador? - Yangoo Contabilidade, Condomínios, Financeira, Assessoria, Consultoria e Certificados - Itapema SC Yangoo Contabilidade Digital, Soluções Financeiras, Assessoria e Certificado Digital

Pequenas e médias empresas precisam de contador?

Uma empresa precisa de contador não apenas por exigência da lei, mas também para se tornar mais segura e eficiente. Saiba que há muita coisa em jogo, principalmente seu dinheiro e o crescimento do seu negócio. 

Além de cuidar de toda a burocracia com o fisco e o governo na hora certa, o contador ajuda a comandar o planejamento financeiro, verifica se ela está no caminho certo, além de gerar informações essenciais para a tomada de decisões a respeito do futuro da empresa.

Nesta postagem, separamos algumas informações importantes para que você entenda de fato por que deve manter a contabilidade em dia, seja qual for o porte da sua empresa.

Com exceção dos Microempreendedores Individuais (MEIs), todas as empresas precisam de um contador para responder por sua contabilidade perante os órgãos oficiais.

As demonstrações Contábeis, como o Balanço Patrimonial, a DRE, a DFC, por exemplo, os livros contábeis e aqueles arquivos enviados digitalmente (SPED, DIRF, DCTF e tantas outras siglas) precisam ser assinados por um contador com registro ativo no Conselho Regional de Contabilidade (CRC).

Vendo por esse contexto, dá até para pensar que a alternativa mais fácil é se tornar um MEI para se livrar de tantas obrigações, não é mesmo? Entretanto, não é bem assim que funciona. Para que você entenda melhor do que estamos falando, vamos aproveitar para te mostrar algumas diferenças entre a Microempresa (ME) e o Microempreendedor Individual (MEI). 
pequenas-e-médias-empresas-mei-precisam-de-contabilidade-contador
Pequenas e Médias Empresas precisam de contador?

MEI x ME

Para começar, a principal diferença tem a ver com o teto de faturamento, ou seja, o valor limite para a emissão de notas.

No caso do MEI, é permitido faturar até 81 mil reais anuais em notas fiscais e o empreendedor não pode ter participação ou sociedade em outras empresas. Já na ME, você pode faturar até 360 mil reais durante um ano. Ela pode se enquadrar como Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real, a escolha depende da atividade e da estratégia do seu negócio. E você sabe quem ajuda a decidir qual é a melhor alternativa? É ele mesmo, o contador!

Além disso, é importante lembrar que nem todas as atividades são permitidas para o MEI. Por isso, é preciso fazer uma análise prévia para verificar se é ou não possível abrir a empresa neste formato. Em caso positivo, não é preciso registrar Contrato Social na Junta Comercial, como é o caso da ME. E se a sua intenção é ter mais de 1 funcionário ou mesmo uma pequena equipe, o caminho é abrir uma Microempresa.

Essas são as diferenças básicas entre esses 2 modelos. A partir delas, já dá para entender que uma opção não é melhor que a outra, mas sim que depende do enquadramento do seu negócio.

Enquanto o MEI não exige tanta burocracia entre processos e documentos, a ME tem mais liberdade para faturar e também para crescer. Se você se enquadra na segunda opção, não se preocupe, pois, tendo um contador parceiro ao seu lado, este processo será bem mais tranquilo e com menores riscos!

O que torna o contador um aliado tão necessário?

Afinal de contas, qual é mesmo o papel do contador dentro da empresa? Explicamos de uma maneira geral a sua relevância.

Cuida da legalização da empresa

A formalização de um negócio exige uma série de procedimentos que empreendedores não costumam conhecer. Entra em cena a figura do contador, profissional especializado e experiente, que sabe de todos os detalhes necessários para lidar com esse processo. Ele dará suporte desde a definição do capital social, regime de tributação, bem como orientação a respeito do CNAE mais adequado para o ramo da sua atividade, dentre diversos outros pontos do início ao fim do processo de legalização perante os órgãos Municipais, Estaduais e Federais.

Organização das rotinas

Como a contabilidade demanda informações financeiras bem detalhadas e importantes, acaba imprimindo ritmo e organização aos lançamentos de entradas e saídas de caixa, estoque e administração de bens e equipamentos. O contador é quem recebe tais informações e as organiza, gerando relatórios mensais, semestrais e anuais, obrigatórios para prestação de satisfações ao Fisco e Governo.

Gera informações úteis e relatórios relevantes à gestão

Os documentos gerados pelo contador não servem apenas para atender as exigências legais. Na verdade, eles dão norte aos rumos da empresa, apontando tanto aquilo que gera lucro como também o que representam ameaças internas e externas para o negócio. O apoio do contador também ajuda na tomada das melhores decisões sobre o fluxo de caixa, aporte terceiros, capital de giro, formação de preços, dentre outros assuntos.

Quais os benefícios da contabilidade para MEs?

A essa altura, está muito claro que uma Microempresa precisa mesmo de um contador, certo? Mas é necessário compreender como fazer o melhor uso possível dessa parceria. Se você também já chegou a essa conclusão, está pronto para descobrir o que vem a seguir!

Zelo pela saúde financeira da empresa

Um negócio com finanças saudáveis equilibra bem suas receitas, seus custos e suas despesas. Nesta balança, o cenário ideal é que as vendas e o faturamento tenham um peso maior, garantindo assim a manutenção das operações, a geração de lucro e uma retirada justa para os sócios. Sem organização e rotinas da contabilidade adequadas, essa conquista se torna bem mais difícil de ser alcançada.

Mantém sua empresa regularizada

A contabilidade é responsável pelo fornecimento de informações e dados úteis e relevantes aos investidores, sócios e o Governo. Especificamente para o Governo, quando essas informações são passadas de forma incorreta, a sua empresa fica exposta ao pagamento de multas e restrições que podem até impedir seu funcionamento. Mas não se preocupe, porque são mínimas as chances de ter que lidar com isso ao contar com a ajuda de uma boa assessoria contábil, que irá te orientar, enviar as devidas obrigações legais com precisão na apuração, e claro, em tempo hábil.

Menos custos com impostos

O nosso sistema tributário é demasiadamente complexo. Em função disto, acredite: sua organização pode acabar pagando mais impostos que o necessário sem nem mesmo se dar conta! Ademais, nesse quesito, o contador orienta o empreendedor, apontando as melhores saídas legais para pagar menos impostos, de maneira lícita. A este processo chamamos de planejamento tributário, onde por meio de uma estratégia de Economia Lícita de Tributos se visa reduzir a carga tributária, tudo por meios legais.

Agilidade para a administração

Corriqueiramente se pensa na figura do contador somente como aquele profissional que auxilia em relação às finanças e aos impostos, mas a verdade é que ele pode colaborar bem mais para o sucesso da sua empresa. As orientações contábeis podem colaborar com estratégias de produto, aquisição de equipamentos, gestão de estoque, contratação de funcionários, novos investimentos e em muitas outras decisões importantes.

No caso da Yangoo, todas as informações importantes ficam disponíveis na plataforma parceira, que conecta a sua empresa e a contabilidade em tempo real, agilizando assim o acesso aos dados da sua empresa e gerando produtividade e assertividade. Uma ajuda e tanto, não concorda?

Agora que já não restam mais dúvidas do porquê uma microempresa precisa de um contador, parceria que serve para simplificar a gestão financeira, só resta você entender um último ponto, ou seja, que a escolha pela contabilidade digital agiliza ainda mais as rotinas e o dia a dia do seu negócio. O que ainda está esperando para conhecer mais?

Quer entender melhor como a contabilidade digital funciona? Conheça a Yangoo e fale conosco!

Vou postar, agora, os links de contatos da Yangoo: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário